programação /em residência artística

(A)MAR EMOTO

CRIAÇÃO DE HUGO CABRAL MENDES E INÊS GOMES

Hugo Cabral Mendes e Inês Gomes encontram-se em residência artística no CAAA a desenvolver o projecto (A)MAR EMOTO, uma co-produção com o CAAA.

 

Tu,
Pensamento de perda,
Pensamento de força,
Pensamento amoroso,
Pensamento tempestuoso.

Afogas-me de ti sem de mim te lembrares.
E eu, afogo-te a ti por tanto me fazeres pensar.
No teu maremoto encontrarei a sujidade que te limpa.
No teu maremoto encontrarei a raiz que te dá vida.

Dentro de mim estou a ficar sem ar,
Um inconsciente para cantar.
Morrer e voltar a amar Para o meu ser enraizar,
E comigo voltar a pensar.

 

HUGO CABRAL MENDES | DIREÇÃO ARTÍSTICA & INTERPRETAÇÃO

Em 2016 iniciou a sua formação em dança no Projeto Quorum da Academia Quorum Ballet onde trabalhou com Luís Marrafa, Daniel Cardoso, Cláudia Nóvoa, Bruno Duarte, entre outros, e em 2017 entra na Escola Superior de Dança.

Participou como intérprete no projeto Anima dos coreógrafos Tânia Carvalho, Bruno Alexandre, Patrícia Henriques (entre outros), e no workshop de Contact Improvisation com Isabel Valverde. No ano seguinte, frequentou a oficina coreográfica de Rui Lopes Graça e vários workshops, entre os quais, o Gaga com Idan Porges, o floorwork com Piny, Michael de Haan e ainda de Cristina Planas Leitão. Colaborou no projeto P.E.D.R.A , desenvolvido pela Culturgest, com Clara Andermatt e Amélia Bentes (Lisboa) . Mais recentemente participou no Summer Intensive, um workshop onde teve a oportunidade de trabalhar com Rakesh Sukesh, Thi-Mai Nguyen , Luke Jessop, Francisco Cordova , Vitoria de Ferrari , entre outros. Participou também no Kick Off, iniciativa promovida pelos Estúdios Vitor Córdon, onde trabalhou com Roberto Olivan e Hélder Seabra.

Profissionalmente, trabalhou com Raimund Hogheem ‘’Momentos of Young People’’no Teatro Municipal do Porto em 2018, e no Festival Montpellier Danse em 2020. Em 2019 integra em “Num Vale do Aqui”, de Daniel Matos, e em “Pistris o tubarão sou eu?” de Adriana Sá Couto. Ainda em 2020, trabalhou com Rodrigo Teixeira em ‘’Voyage, Voyage’’ e participou num video-dança realizado por Miguel Moreira.

Atualmente é um dos intérpretes de Aldara Bizarro e Fernanda Fragateiro em “A caixa para guardar o vazio” e encontra-se a abrir uma associação cultural com a bailarina Inês Gomes, desenvolvendo a sua primeira criação juntos, e, simultaneamente, a iniciar um projeto ao nível da criação com o ator Tomás Gomes.

INÊS GOMES | DIREÇÃO ARTÍSTICA & INTERPRETAÇÃO

Inês Gomes, natural de Lisboa, inicia a sua formação em dança na Academia de Dança de Lisboa aos 4 anos de idade (2004), passando mais tarde para a formação de bailarinos da escola de dança Dance Spot, onde desenvolve competências técnicas e artísticas de dança Clássica (método Vaganova), Contemporâneo e Jazz (2012-2018), da qual destaca os professores Rita Galo, Ângela Clemente, Rui Reis, Benvindo da Fonseca, Patrícia Henriques, Daniel Cardoso e Gabriel Fratian.

Com 18 anos ingressa no Curso Integral 2018/2020 da FOR Dance Theatre (Formação Olga Roriz) da Companhia Olga Roriz. Ao longo do curso teve a oportunidade de trabalhar com Olga Roriz, Miguel Moreira, Cláudia Dias, Lígia Soares, Bruno Alexandre, Catarina Câmara, Sara Carinhas, Félix Lozano, Vítor Hugo Pontes, Magalie Lanriot, Beatriz Batarda, Rafael Alvarez, Teresia Björk, entre outros.

É através deste curso que é convidada a participar num vídeo-dança de Miguel Moreira, celebrando o Dia Mundial da Dança em tempo de quarentena.

Atualmente, encontra-se a iniciar a Escola Superior de Dança e, simultaneamente, a abrir uma associação cultural com o bailarino Hugo Cabral Mendes, desenvolvendo a sua primeira criação juntos.

 

Vídeo Promocional: https://vimeo.com/393542280

Vídeo Integral (versão curta): https://youtu.be/fwRCe0vJhjs