programação /exposições

VERSOS E AVESSOS, exposição de Ana Cardoso

Após 6 anos, Ana Cardoso regressa ao CAAA com a exposição Versos e Avessos.

Abertura dia 7 de Novembro, até 31 de Dezembro

AS 1001 NOITES, exposição de Tiago Manuel

AS 1001 NOITES
exposição dos desenhos de Tiago Manuel para o filme homónimo de Miguel Gomes
Abertura dia 7 de Novembro, até 31 de Dezembro

Os desenhos foram produzidos entre setembro de 2013 e agosto de 2014 para o site do filme “As 1001 Noites” com produção de O Som e a Fúria. As obras foram criadas a partir dos textos escritos pelos jornalistas Maria José Oliveira, Rita Ferreira e João de Almeida Dias que, durante um ano, percorreram o país de norte a sul e investigaram as notícias saídas na imprensa diária. Dessa investigação resultaram “verdades” escondidas na superficialidade noticiosa dos jornais. Escolhidas as “notícias” do mês, os textos eram enviados para que o autor elaborasse uma “última leitura” – aquela que cada um de nós faz nas entrelinhas, nem sempre coincidente, mas seguramente política e humanizada.
Este processo integrou a produção do filme “As 1001 Noites” assumindo-se como uma estrutura de investigação à sociedade portuguesa e contribuiu para o argumento e processo de pesquisa. Os desenhos e as peças jornalísticas eram divulgados on-line ao longo do processo de rodagem do filme.
As diversas situações retratadas constituem uma análise que contribui para o processo narrativo que a personagem Xerazade descreveu: situações sociais, contextos históricos nacionais e aspetos culturais.

Tiago Manuel
Nasceu em 1955 em Viana do Castelo. Fez a sua formação artística com os mestres Aníbal Alcino e Júlio Resende. A sua obra tem sido apresentada no país e no estrangeiro em instituições e galerias de referência. Foi premiado várias vezes. Algumas exposições individuais: Galeria Abysmo, Lisboa, 2014; “Mishima, Manifesto de Lâminas”, Centro Cultural de Belém, Lisboa, 2008; Galeria Spectrum Sotos, Saragoça, 2008; Galeria Palmira Suso, Lisboa, 2007; Lugar do Desenho, Fundação Júlio Resende, Gondomar, 2002. Algumas colectivas: “Sem Consenso”, Museu do Neo-Realismo, Vila Franca de Xira, 2015; Annual Comic and Cartoon Art Competition, Society of Illustrators, New York (USA), 2014; Arco, Casa da Cerca, Almada, 2008 – Prémio Stuart, Lisboa, 2007, 2006,2004; Salão Lisboa de Ilustração e Banda Desenhada (Bedeteca de Lisboa / Câmara Municipal de Lisboa), 2004,2002, 2001, 2000. Na qualidade de ilustrador publicou nos jornais Público, Expresso, Jornal de Letras, Letras & Letras, O Diário e Jornal Cultural Postas de Pescada, nas revistas Colóquio/Letras da Fundação Calouste Gulbenkian, Ler-Círculo de Leitores, Cão Celeste, Intervalo, Bestiário e Torpor e nas editoras Âmbar, ASA, Afrontamento, Media Vaca (Valência), Bertrand, Abysmo, entre outras. Últimos trabalhos: “O sangue por um fio”, livro de poesia de Sérgio Godinho, Assírio & Alvim, Lisboa, 2009; 40 desenhos para o site do filme “As 1001 Noites” de Miguel Gomes, 2013/ 2014; cartaz para o filme “Gambozinos” de João Nicolau, Quinzaine des Realizateurs, Cannes, 2013; cartaz para o filme “Ruínas” de Manuel Mozos, Festival IndieLisboa, 2009. Desde 2000 já publicou 10 dos seus 25 heterónimos (19 livros). Em 2008 criou e passou a dirigir a colecção de banda desenhada “O Filme da minha Vida”, editada pela Associação de Produção e Animação Audiovisual AO NORTE, Viana do Castelo.
É desde 2013 o responsável pela direcção artística e organização das exposições temporárias dedicadas aos artistas ilustradores para a Biblioteca Municipal de Viana do Castelo.
É director artístico da BIG – Bienal de Ilustração de Guimarães, um projecto cultural da Câmara Municipal de Guimarães, criado em 2017.