arquivo 2022 – jan/fev/mar

Laboratório Poético para Mulheres

 

Reconectar a mulher à linguagem. Este é o objetivo principal do Laboratório Poético para Mulheres, desenvolvido pela investigadora, escritora e curadora literária Manuella Bezerra de Melo, que ocorrerá no próximo dia 5 de março de 2022 no CAAA de Guimarães.

Para participar deste laboratório será necessário disposição para um ambiente de entrega, confiança e liberdade. A facilitadora promoverá atividades propícias a experiências e experimentações com o objetivo de trazer a tona elementos crus para produção de uma escrita de sobrevivência, por meio dos medos, sensações, mas também subtilezas e subjetividades da existêmcia no feminino.

Os temas serão abordados em três módulos nos exercício na medida que a facilitadora oferece experimentações com o objetivo reestabelecer a conexão da mulher com a atividade linguagem e transformar estas experiências em uma produção capaz de torna-se ofício.

“Nós, mulheres, também nascemos com a potência da palavra, quando somos miúdas temos uma relação especial com elas, a descoberta, os significados, os sons. Entretanto, na medida que passamos pelo nosso processo de socialização, somos desencorajadas a brincar com elas, desautorizadas, como se utilizar a palavra não fosse um privilégio nosso, como se fosse algo somente para alguns notáveis, especiais. Esta noção é equivocada. Literatura é trabalho e entrega, e cada vez mais as mulheres precisam estimular esta atividade”, explicou Manuella Bezerra de Melo.

Para este Laboratório, estão previstos três módulos: 1) Leitura e Interpretação 2) Interartes e Produção 3) Expressão e Poesia Corpo. Podem inscrever-se mulheres a partir dos 18 anos de idade pelo email lusofolivros@gmail.com. O investimento é de 5 euros, mas há bolsas para mulheres imigrantes em situação vunerável.

 

Módulo I – Leitura e Interpretação

Neste módulo inicial vamos começar os trabalhos inspirando-nos e conhecendo poesias de mulheres em língua portuguesa. Faremos um pequeno passeio pela palavra a fim de deleitar-nos nos seus aspetos poéticos. Esta fase propicia a participante uma imersão no mundo da poesia, levando-o a abstração necessária para o nível seguinte.

Módulo II – Interartes e produção

Com o auxílio de outras linguagens artísticas, a participante será estimulado, mediado e conduzido para sua própria produção. Alguns exercícios irão ajudá-la a colocar no papel àquilo que experimentou no laboratório, aprendendo métodos para ser seu próprio auto-avaliador no espaço de criação.

Módulo III – Expressão e poesia corpo

Nenhum poema é escrito pra morrer em uma gaveta. Neste espaço, aprenderemos técnicas de expressar com o corpo e a voz as palavras que escrevemos, de forma que o outro, o ouvinte-leitor, alcance sensações e emoções aproximadas daquelas que o levaram a produzir. Corpo poder do feminino transferido à linguagem.

Serviço:

Horário: 10h-12h | 14h-18h

Público Alvo: Mulheres a partir dos 18 anos

Local: CAAA Guimarães

 

Manuella Bezerra de Melo (Facilitadora) – Manuella Bezerra de Melo é curadora e organizadora da coleção de antologias VOLTA para tua terra (Urutau) junto ao editor Wladimir Vaz. Autora de Pés Pequenos pra Tanto Corpo (Urutau, 2019), Pra que roam os cães nessa hecatombe (Macabéa, 2020), ambos de poesia. Para 2022, está prevista a publicação do seu primeiro livro de ensaio, no prelo pela editora Zouk, A Fissura, e de Um Fado Atlântico (Urutau), um conto em prosa. É jornalista pós-graduada em literatura brasileira e interculturalidade, mestre em Teoria da Literatura e Literaturas Lusófonas e, atualmente, doutoranda bolsista pela Fundação para Ciência e Tecnologia (FCT) no Programa de Modernidades Comparadas: Literaturas, Artes e Culturas na Universidade do Minho, em Portugal, onde vive.

 

O Livro dos Sons, de Hans Otte

Concerto por Joana Gama

Dia 26 de Fevereiro, 17 h

Entrada 5€ sujeita a marcação e pagamento até dia 25, limitada a 45 lugares – marcação para geral@centroaaa.org

No dia 26 de de fevereiro às 17h, a pianista Joana Gama apresenta o concerto O Livro dos Sons, de Hans Otte, na Black Box do CAAA Centro para os Assuntos da Arte e Arquitectura (Rua Padre Augusto Borges de Sá), cujo bilhete tem um custo de 5 euros.  Este concerto foi inicialmente apresentado em 2020 na Culturgest, instituição que, juntamente com a estreia da peça em Portugal, lançouum microsite com informação sobre o compositor e fez uma encomenda de  peças musicais  a seis músicos portugueses – Bernardo Álvares, Helena Espvall, Joana da Conceição, Norberto Lobo, Pedro Melo Alves e Violeta Azevedo – num tributo em forma de peças-concerto destinadas ao formato online, intitulado Abrindo o Livro dos Sons.

Eu gosto muito do Senhor Satie

26 de Fevereiro, 11h
Entrada 2€ sujeita a marcação e pagamento até dia 25, limitada a 45 lugares – marcação para geral@centroaaa.org
SINOPSE
O Senhor Satie gostava muito de andar. Bom, talvez não gostasse assim tanto mas não tinha alternativa: como não lhe sobrava dinheiro, fazia diariamente longas caminhadas, pois não podia pagar o comboio que ligava a sua casa ao centro da cidade de Paris, onde passou grande parte da sua vida. Para além de compositor de música – o piano foi o seu instrumento de eleição – o Senhor Satie gostava de guarda-chuvas, de desenhar e de marisco. Era uma pessoa solitária mas com muito humor. Quem quer conhecê-lo um pouco melhor?
FICHA TÉCNICA
Piano & histórias: Joana Gama
Ilustrações: Paula Cardoso
Duração
c. 40’ + conversa com o público no final (duração total: c. 60’)
Faixa etária
a partir dos 6 anos

POST HOC ERGO PROPTER HOC de Vitor Rua

POST HOC ERGO PROPTER HOC é um concerto/performance de Vitor Rua, interpretado por José Miguel Teixeira e Luís Miguel Leite.

5 de Março, 17h

Entrada 5€ sujeita a marcação e pagamento até dia 4, limitada a 45 lugares – marcação para geral@centroaaa.org

 

Lançamento de Publicação

Mais um Ano sem a Anja

Dia 10 de Março 18h30

Após quinze anos de uma dedicação sem falhas, de um labor amoroso, eis chegado o dia da associação de amigos da praça do Anjo [aapA]! Temos, enfim!, o prazer de apresentar aos nossos associados – e à comunidade em geral – o  Relatório de Atividades da aapA da última década e meia, que culminou, em 2021, ano pandémico, na “Grandiosa Romaria em Honra do Corpo Ausente da Anja”.

Mas « Mais um Ano sem a Anja », livro singular, quer ser mais do que um mero prestar de contas do trabalho feito. O seu voo pretende pensar o espaço público da Civitas, do Porto, de Portugal, da Europa e de alhures, os seus combates políticos, utopias, logros e Ícaros passados, como a “Anja” de Mestre José Rodrigues, furtada por toxicodependentes numa noite qualquer de dezembro de 2006, ditando, na urgência de uma resposta, o nascimento da nossa Associação.

Esta é a narrativa coletiva para a qual queremos convidá-los! 3 de fevereiro na livraria Térmita no Porto, 4 de fevereiro no CAAA em Guimarães, e 5 de fevereiro na Zaratan em Lisboa. O voo será tudo menos sereno, porque a vida não é assim, mas a (nossa) História é fascinante.

Lançamento do livro « Mais um Ano sem a Anja » da associação de amigos da praça do Anjo [aapA] e apresentação do vídeo “Grandiosa Romaria em Honra do Corpo Ausente da Anja”, com a presença de Carla Cruz & Ângelo Ferreira de Sousa.

Design da publicação por Joana & Mariana

Câmara e edição do vídeo por Miguel F

Com o apoio do Criatório – CMP


Festival Hans Otte : Sound of Sounds

Inauguração dia 15 de Janeiro 2022 / até 26 de Fevereiro

 

 

 

Conferência John Cage & Hans Otte: 14 de Janeiro às 14h no Auditório 1 da EAAD

Exposição Hans Otte : Sound of Sounds: inauguração dia 15 de Janeiro 2022 às 15h | até 26 de Fevereiro

Concerto O Livro dos Sons de Hans Otte por Joana Gama: 26 de Fevereiro às 17h

Hans Otte : Sound of Sounds é um festival dedicado à obra do artista e compositor alemão Hans Otte (1926 – 2007). O Festival passa por quatro cidades – Lisboa, Évora, Guimarães e Viseu – entre outubro de 2021 e abril de 2022.

O festival conta com exposições, concertos, conferências e a estreia mundial da peça de teatro musical J-CHOES – J’ai faim, dedicada aos compositores John Cage, Hans Otte e Erik Satie, da autoria de Lou Simard e Ingo Ahmels. Ahmels, assistente artístico de Hans Otte até à morte do compositor, assume a curadoria do festival com a pianista bracarense Joana Gama, que tem vindo a apresentar regularmente o seu trabalho em Guimarães.

 

Parte fundamental da programação do festival é a participação da lendária pianista Margaret Leng Tan, que esteve em Lisboa no passado dia 6 de novembro, para atuar no concerto Oriente:Ocidente – Cage:Otte na Culturgest, ao lado de Joana Gama, e que regressa em abril para compor o elenco da peça de teatro musical J-CHOES – J’ai faim.

 

 

O festival Hans Otte : Sound of Sounds chega a Guimarães no dia 14 de janeiro começando por apresentar a conferência John Cage & Hans Otte, com a presença dos curadores do festival: a pianista Joana Gama e de Ingo Ahmels, especialista na obra de Hans Otte. A conferência tem lugar às 14h no Auditório 1 da Escola de Arquitetura, Arte e Design da Universidade do Minho (Campus de Azurém) e tem entrada livre.

 

No dia seguinte, 15 de janeiro, às 15h, é inaugurada a exposição Hans Otte : Sound of Sounds no CAAA Centro para os Assuntos da Arte e Arquitectura (Rua Padre Augusto Borges de Sá). A exposição apresenta as duas instalações sonoras arquetípicas Ich -Atemobjekt (1970) e Namenklang (1995) de Hans Otte, assim como uma seleção representativa de partituras e desenhos seus, complementados por fotografias biográficas, nomeadamente da autoria da filha do compositor, a fotógrafa Silvia Otte. A exposição conta ainda com a obra Air – Hommage an Hans Otte, John Cage, Den Klang Der Klänge und Einen Baum / Ar – Homenagem a Hans Otte, John Cage, Ao Som dos Sons e a Uma Árvore (2019/2020) de Ingo Ahmels, que parte de um texto que Hans Otte escreveu em homenagem a John Cage. A exposição pode ser visitada até 26 de fevereiro e é de entrada livre.

 

Por fim, no dia 26 de de fevereiro às 17h, a pianista Joana Gama apresenta o concerto O Livro dos Sons, de Hans Otte, na Black Box do CAAA Centro para os Assuntos da Arte e Arquitectura (Rua Padre Augusto Borges de Sá), cujo bilhete tem um custo de 5 euros.  Este concerto foi inicialmente apresentado em 2020 na Culturgest, instituição que, juntamente com a estreia da peça em Portugal, lançou um microsite com informação sobre o compositor e fez uma encomenda de  peças musicais  a seis músicos portugueses – Bernardo Álvares, Helena Espvall, Joana da Conceição, Norberto Lobo, Pedro Melo Alves e Violeta Azevedo – num tributo em forma de peças-concerto destinadas ao formato online, intitulado Abrindo o Livro dos Sons.

Depois de viajar até Guimarães, o festival Hans Otte : Sound of Sounds segue para Viseu, regressando, no final, a Lisboa.

Sobre o Festival

Calendário do Festival